Canal Sleg

[Youtube][grids]

Resenha: Superman: O Homem de Aço - John Byrne


Superman: O Homem de Aço é uma obra que redefine, de maneira inspirada e satisfatória, a origem de Kal-El. O roteiro de John Byrne é direto, simples, humano e crível. Com um tom que alterna entre a seriedade e humor, Byrne conseguiu destacar a personalidade de Clark Kent acima do simbólico Superman, tratando o herói como a "máscara" de Kent, e não o contrário. Muitas vezes o roteiro se confunde com as histórias adaptadas para o cinema do Homem de Aço. Os traços de Byrne, por exemplo, são claramente inspirados em Christopher Reeve. Seu Lex Luthor inclusive é confundido (na HQ) com o ator Gene Hackman, que interpretou o vilão nas telonas no filme de 1979. 

Nesta nova abordagem, podemos observar um personagem com poderes mais limitados. Características do personagem e sua história que são carregadas até hoje foram abordadas pela primeira vez por Byrne de forma incrível, como por exemplo o fato da sociedade de Krypton ser extremamente racional.


A Graphic Novel é dividia em 6 partes. Na primeira delas, vemos Clark vencendo um campeonato de futebol americano praticamente sozinho. Daí Jonathan Kent resolve contar ao filho suas origens. Até então, nenhuma novidade. Acontece que o fato de Clark ter chegado em uma nave, até então, não queria dizer que era um alienígena. Kent resolve ajudar as pessoas utilizando suas habilidades de maneira a não ser visto para não comprometer quem ele é. Até que sua mãe resolve fazer um traje para o rapaz, que, como disfarce, coloca um óculos e gel nos cabelos para ser Clark Kent e a nova roupa para ser conhecido como Superman.


Na segunda parte, somos apresentados a Perry e Jimmy Olsen no Planeta Diário, e descobrimos que Clark entra para o jornal com sua entrevista exclusiva do Superman, que acaba por atrair a atenção da intrépida repórter Lois Lane, indignada por não ter sido a pessoa que conseguiu a matéria.


A terceira história mostra Superman encontrando Batman pela primeira vez. Apesar da treta inicial de costume, os heróis se unem para acabar com uma vilã. Na quarta parte, Lex Luthor é apresentado como maior rival de Superman. O vilão bola uma estratégia para estudar os poderes do homem de aço e se dá mal. No quinto capítulo descobrimos que a tentativa de clonar Superman não funciona, ocasionando no surgimento de Bizarro. Porém, um final comovente fecha a história de maneira sensacional. Para finalizar, temos finalmente a descoberta da verdadeira origem de Kal-El, que começa a ter visões de seus verdadeiros pais e sobre o que aconteceu com seu planeta natal. Por fim, Clark Kent descobre que não é um mutante, mas, sim, um alienígena.


Para os fãs do Homem de Aço, a graphic novel é imperdível. Os desenhos de Byrne são claros, envolventes, apresentam sensação de movimento e ação muito bacanas, fazendo jus aos méritos do super-herói. A parte de humor às vezes destoa um pouco o roteiro, mas é compreensível, tendo em vista a época e a ambientação em que a HQ foi escrita. Super leitura, recomendadíssima. 

Nota: 5/5 (Excelente)

ISNB: 978-85-8378-194-3
Editora: Eaglemoss
Ano: 2015

E aí, você já leu? Deixe aqui seu comentário!

Até mais! Cris

16 agosto 2016
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Um comentário :


Resenhas

[Resenhas][threecolumns]

Lançamentos de Livros

[Dicas][twocolumns]