Canal Sleg

[Youtube][grids]

Resenha: Batman: O Longo Dia das Bruxas - Parte 1 e Parte 2


Batman: O Longo Dia das Bruxas - parte 1 e Batman: O Longo Dia das Bruxas - parte 2, da Coleção de Graphic Novels da DC Comics, conta uma história dos primórdios do Morcegão. Trata-se de um roteiro que se passa após "Batman Ano Um", onde Bruce Wayne vai se confrontar com um assassino em série que se intitula Feriado. Motivo: ele extermina mafiosos da cidade em datas comemorativas, sendo a primeira morte coincidindo com o Halloween.


Jeph Loeb conta aqui uma das melhores histórias do Cavaleiro das Trevas, tanto que Christopher Nolan se inspirou neste arco para criar "Batman Begins" e "Batman Cavaleiro das Trevas", com referências a todo o momento. Vemos Batman, Harvey Dent (antes de se tornar Duas Caras) e Gordon fazendo um acordo para deter Feriado e acabar com a Máfia que comanda a cidade. Vemos a mulher-gato sendo ambivalente. Vemos a famosa rivalidade entre Falcone e Maroni, mostrada na série de tv "Gotham". E vemos como o promotor de justiça se tornou um dos maiores vilões do morcegão. E a história te leva o tempo inteiro a tentar descobrir quem é Feriado, o vilão principal, e mesmo que pareça que será algo previsível, você se surpreende com o final. Durante toda a investigação, Batman irá se deparar com várias figuras carimbadas de Gotham: Coringa, Espantalho, Charada, Solomon Grundy, Hera Venenosa, dentre outros vilões. E nada de forma aleatória e sem nexo: tudo amarrado dentro da trama.


A desvantagem que vi da leitura desse épico do homem-morcego está exatamente no diferencial da Graphic Novel: sua arte. Tim Sale fez um trabalho estilizado que remete a um estilo Noir, utilizando uma paleta com cores lavadas, tons em sépia, difusos e utilizando do preto e branco nos momentos dos assassinatos. E minha dificuldade foi essa. Durante os quadros, inicialmente, achei os personagens comuns tão parecidos que não conseguia diferenciar Bruce Wayne, por exemplo, de outras pessoas como Harvey Dent e os mafiosos que apareciam. Mais tarde, depois que você se acostuma com os traços, consegue diferenciar melhor. Vilões como Hera Venenosa ficaram extremamente super caracterizados, o que tornou algo carnavalesco: parece muitas vezes que a moça estava cercada por confetes verdes. A roupa da mulher-gato também ficou bem estranha. Já o trabalho em relação ao próprio Batman ficou impecável.

"O Longo Dia das Bruxas" é um dos contos mais famosos, populares e épicos do homem-morcego de todos os tempos. Leitura obrigatória e mais que recomendada.


Nota: 4/5

Batman: O Longo Dia das Bruxas - parte 1
ISNB: 978-85-8378-175-2
Editora: Eaglemoss
Tradução: Mário Luiz C. Barroso e Carlos Henrique Rutz
Ano: 2015

Batman: O Longo Dia das Bruxas - parte 2
ISNB: 978-85-8378-174-5
Editora: Eaglemoss
Tradução: Mário Luiz C. Barroso e Carlos Henrique Rutz
Ano: 2015

E aí, você já leu? Deixe aqui seu comentário!

Até mais! Cris

11 Julho 2016
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

2 comentários :

  1. So li aum, e gostei ate agora.O timo texto de voces, tambem gostei bastante da arte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O roteiro é excelente e não tem como você não lembrar dos dois primeiros filmes da trilogia Nolan... Vlw

      Excluir


Resenhas

[Resenhas][threecolumns]

Lançamentos de Livros

[Dicas][twocolumns]