Canal Sleg

[Youtube][grids]

Resenha: Sábado à Noite - Babi Dewet


Cinco garotos: Bruno, Daniel, Rafael, Caio e Fred. Cinco garotas: Amanda, Carol, Maya, Anna e Guiga. Eles são os marotos. Elas são as populares.

Moram em Alta Granada e estão no penúltimo ano na escola. Amanda e Bruno cresceram juntos. São amigos desde a infância. Os outros foram chegando aos poucos.

Na escola eles não conversam. Os marotos são os perdedores. Elas têm vergonha de serem vistas perto deles. Todos no colégio as idolatram.

Eles têm uma banda de garagem. Porém, ninguém sabe. Ensaiam apenas para se divertir. Até Amanda, melhor amiga de Bruno, não sabe que ele é baterista.

A escola está com um novo projeto, são os bailes de sábado à noite. Todos estão reunidos querendo conhecer a banda que irá se apresentar. Quem são aqueles garotos mascarados, chamados Scotty, que ninguém nunca ouviu falar? As letras das músicas são lindas e agora na escola todos só falam dos bailes de sábados à noite.

Amanda e Daniel são apaixonados um pelo outro. Porém, ele é um maroto, ela é popular. Estão há anos apenas trocando olhares. O que pensarão dela se a virem conversando com ele? Mas, Amanda tem um motivo maior para se afastar de Daniel.

Daniel espera Amanda assumir o que sente por ele. Enquanto isso, tem aquele guitarrista misterioso que mexe com os sentimentos dela quando canta. E tem também o Kevin, o novo melhor amigo de Amanda, que Daniel não consegue engolir.


Fortes emoções em Alta Granada. O amor entre Amanda e Daniel é lindo, mas ô casalzinho difícil!!! Amanda é uma garota superlegal, mas, quando se trata de Daniel, é muito instável. Não sabe se deve seguir o coração, e acaba fazendo muita burrada por conta disso. Dá vontade de xingar ela demais.

Também podemos falar dos outros casais, como Bruno e Carol, que já foram namorados, mas acabaram terminando por conta de boatos. Caio e Anna vivem um amor platônico. Rafael e Maya são os mais desencanados, não estão nem aí um para o outro (mais ou menos). E Fred e Guiga; ele está investindo, mas ninguém sabe o que acontece no coração dela.

São os marotos e as populares, eles não devem se misturar (na escola). Fora dela, estão sempre se esbarrando. Querem curtir a vida, são adolescentes, e por causa disso, têm atitudes próprias da idade. E aí, estamos falando de sexo, bebidas e rock n roll. E direção sem carteira. Eles têm entre 16 e 17 anos, mas é comum pegar o carro emprestado do pai para dar uma volta pela cidade.
  
Percebe-se que a autora se inspirou no modelo de vida americano. Todos têm boas condições de vida, moram em casas enormes, alguns moram até sozinhos. Têm carro disponível para ir para a escola e sair pela cidade. Gostam de beber e estão iniciando a vida sexual.

É complicado aprovar os exemplos dados pelo livro. Direção sem carteira aos 16 anos no Brasil? Então, se por um lado percebo que o livro oferece maus exemplos, por outro, ele se torna interessante para o público-alvo, adolescentes, exatamente por isso. Se eu fosse adolescente, vibraria demais com o livro. Amanda e Daniel deixam a gente loucos. E o final? É daqueles que te dá vontade de gritar!!! Como assim? E agora?

Gostei demais do livro. Sábado à Noite era uma fanfic da banda McFly. É uma leitura supertranquila. Mas, é enorme. Tem 344 páginas, mas o espaçamento é bem curtinho, então demora para terminar. O que é legal também, porque é como uma novela, cheio de detalhes do cotidiano, cheio de reviravoltas, quando está seguindo uma linha e a gente pensa que já está tudo resolvido, tudo pode mudar.

Nota: 4/5 (Ótimo)

ISNB: 978-85-63993-38-0
Editora: Évora / Generale
Páginas: 344
Ano: 2012

E aí, você já leu? Poste aqui seu comentário!

Até mais! Fabi

03 março 2016
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

2 comentários :

  1. Oi, Fabi! Obrigada pela resenha e por dar uma chance à Sábado à Noite! Fiquei bem feliz com suas observações. Sobre o modo de vida americano, na verdade, eu me inspirei no modo de vida de cidade pequena haha que foi exatamente como eu vivi parte da minha adolescência. Mas super entendo que possa se parecer com um estilo americanizado! o/
    Muitos beijos e obrigada, novamente!
    Babi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Babi! Fiquei super feliz por ler a minha resenha. Adorei o livro, estou ansiosa pelo terceiro volume!! Sobre o modo de vida americano, foi apenas uma observação, nada contra o cenário. Sobre Amanda e Daniel, você ainda acaba com o coração da gente!!! Beijos

      Excluir


Resenhas

[Resenhas][threecolumns]

Lançamentos de Livros

[Dicas][twocolumns]