Canal Sleg

[Youtube][grids]

Resenha: Guerra Civil - Mark Millar e Steve McNiven


Por muitas vezes nos deparamos com histórias de HQs incríveis, outras vezes nem tanto. De tempos em tempos editoras tentam reinventar super-heróis, unificar mundos e até mesmo tirar a vida de algum ícone, seja em prol da boa leitura, seja para impulsionar vendas. Acontece que o fenômeno Guerra Civil, roteirizado por Mark Millar, ganhou destaque mundial. Envolvendo quase todos os heróis do universo Marvel, o roteiro do escocês fez sucesso estrondoso e em 2016 irá ter seu tema transportado para as telonas com o filme Capitão América: Guerra Civil.

Através de várias publicações em revistas diversas dos heróis Marvel, a editora Panini Books reuniu em um único volume o principal arco da saga. E em uma leitura dinâmica e bastante polêmica, eventos impactantes fazem com que tanto os heróis como os leitores se dividam e debatam sobre o principal tema da narrativa: o registro e, consequentemente, a revelação da identidade de todos os super-heróis.

Quando um grupo de heróis novatos, praticante de “atos heroicos” via reality show, faz uma incursão até uma reunião de vilões e inicia um combate irresponsável próximo a uma escola provocando a morte de várias crianças, o governo americano decreta que todos os super-heróis deverão ser registrados e revelarem suas identidades, passando a trabalharem para a S.H.I.E.L.D. . Com isso, o mundo Marvel se divide em heróis pró registro, liderados pelo Homem de Ferro, e contra a imposição do governo, encabeçados por Capitão América.

Diálogos durante toda a história colocam não só alguns heróis em dúvida sobre qual lado apoiar, mas o próprio leitor, que se vê entre as justificativas plausíveis e muito bem narradas durante o conto. Atos desesperados e controversos começam a ser tomados pelos dois lados, culminando em reviravoltas e até em perdas lastimáveis para os dois lados.

Steve McNiven é o responsável pela incrível parte gráfica. Impactante e com cenas de encher os olhos, é a segunda cabeça por trás desse sucesso que vendeu mais de 500.000 exemplares. Guerra Civil é sinônimo de competência, diversão e modernidade.

Nota: 5/5 (Excelente)


ISNB: 978-85-7351-690-6
Editora: Panini Books
Páginas: 210
Ano: 2010

E aí, você já leu? Poste aqui seu comentário!

Até mais! Cris

29 fevereiro 2016
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :


Resenhas

[Resenhas][threecolumns]

Lançamentos de Livros

[Dicas][twocolumns]