Canal Sleg

[Youtube][grids]

Resenha: Eu te darei o sol - Jandy Nelson


Eu te darei o sol, de Jandy Nelson, fala sobre a relação fraterna de um casal de gêmeos, Noah e Jude. A história é narrada pelos dois personagens, ora é contada por Noah quando com 14 anos, ora através de Jude quando com 16 anos. Os capítulos são intercalados pelos pontos de vista de cada um dos personagens, que relatam os acontecimentos que se seguiram entre os 14 e 16 anos.

Noah e Jude sempre foram muito próximos, quase uma pessoa só, conseguem conversar sem dizer muito, sempre em sintonia a ponto de completar a frase do outro e um sentir o que o outro sente. São artistas. Noah é excelente em desenhos, e Jude ainda está descobrindo a sua área, mas é capaz de fazer lindas mulheres esculpidas em areia. Eles estão com 14 anos e a mãe está incentivando os filhos a entrarem para uma escola especializada em artes. E para conseguirem a vaga eles precisam se preparar. 

O problema é exatamente pelo fato de os dois serem tão próximos que eles se tornam previsíveis. Como um sabe como o outro pensa, eles se tornam competitivos. E tudo começa quando eles começam a visitar museus aos finais de semana com a mãe e a preparar um portfólio para se inscreverem para a escola de artes. Os dois estão competindo pela atenção da mãe e por qual deles é o melhor artista.

Os gêmeos são muito próximos, mas são muito diferentes. Noah é muito tímido, não tem amigos, vive isolado do mundo, desconectado de redes sociais, vive no seu mundo particular. Sente-se rejeitado pelo pai, que não entende o seu comportamento. A mãe, por outro lado, é muito carinhosa e alegre. Por isso, Noah precisa tanto da atenção dela.  

Jude é uma garota normal, muito bonita e popular, cheia de amigos, supersticiosa, surfista, e tem toda a atenção do pai. Sente ciúmes da mãe com Noah.

Em meio a um turbilhão de sentimentos sobre essa relação familiar, os dois ainda estão passando por outros problemas típicos da adolescência, como a descoberta do primeiro amor, o desenvolvimento do corpo e o desenvolvimento da sexualidade.

Jude e Noah tinham uma brincadeira em que eles dividiam o mundo, eles competiam sobre quem conseguiria conquistar o Universo. Noah estava ganhando a disputa, já estava com as árvores, estrelas e oceanos. Ele faz um desenho que deixa Jude maravilhada quando o vê, ela daria tudo por ele, qualquer coisa. E na negociação pelo desenho, Jude dá o sol para Noah.


O livro tem um início lento, aos poucos vai mostrando as características de cada um, aos poucos vamos conhecendo cada um, até que estamos completamente envolvidos com os personagens e fica difícil tomar partido por um deles. Os dois são apaixonantes, os dois estão passando por vários conflitos internos, os dois precisam de atenção. Suas vidas são totalmente transformadas quando ocorre um evento na família e os irmãos acabam passando por vários acontecimentos que vão se acumulando ao longo de dois anos. Intercalando os pontos de vista entre Noah com 14 anos e Jude com 16, vamos tomando conhecimento de tudo o que aconteceu durante esse intervalo, até entendermos completamente os motivos de tantas mudanças.  

Ainda podemos destacar outros personagens na história, como Brian, um garoto de 14 anos que logo se torna amigo de Noah; Oscar, um misterioso inglês de 19 anos que passeia pelo livro o tempo todo; e Guillermo Garcia, um famoso escultor, que por causa de algum problema do passado resolveu se fechar para o mundo.

Depois que pegamos o ritmo da história, a leitura é muito agradável e consegue nos fazer sentir todas as emoções do artista em seus momentos de criação. Sempre quando Noah, Jude e Guillermo sentiam-se inspirados e vinha aquela explosão artística, aquele sentimento que precisava ser externado, conseguimos sentir junto com o personagem o impulso artístico, como se fossemos também criadores, como se fossemos artistas e entendedores de arte. A autora consegue passar esse sentimento de criação de forma muito natural, como se a arte também fosse natural para nós. 

Fala também sobre os problemas que os segredos podem gerar. Todos os personagens do livro têm segredos e conflitos internos. Esses segredos transformam as pessoas, elas são consumidas pelos conflitos que os segredos geram. Com isso, o livro fala sobre assumir responsabilidades, sobre ser sincero sobre quem você é. 

Além disso, aborda assuntos como relacionamento familiar, homossexualidade, preconceito, alcoolismo, adultério e negação. O livro fala sobretudo sobre o amor, sobre o que você daria por quem você ama. O livro aborda vários tipos de amor, principalmente o amor entre os irmãos, que é maior do que todos os problemas que eles têm. 

Adorei o livro, recomendadíssimo, entrou para a lista de favoritos.

Nota: 5/5 (Excelente)


ISNB: 978-85-8163-646-7
Editora: Novo Conceito
Páginas: 381
Ano: 2015

E aí, você já leu? Poste aqui seu comentário!

Até mais! Fabi

24 fevereiro 2016
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :


Resenhas

[Resenhas][threecolumns]

Lançamentos de Livros

[Dicas][twocolumns]