Canal Sleg

[Youtube][grids]

Resenha: Encontrada - Carina Rissi


Encontrada: À espera do felizes para sempre é o segundo volume da série Perdida, de Carina Rissi.

Em Perdida, conhecemos Sofia Alonzo, uma garota de 24 anos do século XXI, que acidentalmente volta ao passado, para o século XIX, e conhece Ian Clarke, um jovem aristocrata de 21 anos, dono das terras e dos bens da família Clarke, e responsável pela irmã adolescente, Elisa. Quando o rapaz encontra Sofia em trajes tão inapropriados (uma saia jeans curta, camiseta e tênis All Star vermelho) e confusa com o ambiente em que se encontra, Ian resolve levá-la para casa para ajudá-la a se recompor e a se recuperar. Entretanto, a garota incomum, de língua afiada e comportamento ousado,  vai conquistar o coração do Senhor Clarke e, depois de muitas trapalhadas para conseguir entender aquele século, Sofia procurará uma forma de permanecer ao seu lado.

“- Esta noite eu lhe entrego este corpo – proferiu ele, solene. - Pois a alma que o habita e o coração que aqui bate há muito lhe pertencem. E serão seus, apenas seus, para sempre. Eu juro, Sofia.”

Em Encontrada, reencontramos o casal, apaixonados. Sofia tentando se adaptar ao século, ser uma dama, com bons modos, educada, que aceita ser paparicada. Tentando, porque o comportamento dela não é exatamente como uma dama deveria agir. Quanto mais Sofia tenta acertar, mais confusão ela encontra. 

“Era só o que me faltava. Desmaiar feito uma donzela de filme antigo. Eu até podia estar em 1830, mas não começaria a agir como uma garota afetada. Não mesmo!
- Pois a senhora “devia” desmaiar (…) - É o que faz uma dama em uma situação como essa.
Maravilha. Eu não sabia nem mesmo me machucar de forma apropriada no século dezenove.”

Já Ian gosta de Sofia exatamente como ela é. Não quer que ela mude, que se comporte como as outras damas, quer que ela continue sendo a garota pela qual ele se apaixonou. Mas, Sofia tem que entender que agora vive no século XIX, e isso quer dizer aceitar ser bem cuidada e bajulada, viver com o dinheiro do marido e cuidar da casa. Ian tenta até ter a mente aberta e procura entender os discursos feministas de Sofia. Porém, os dois vão discutir muito para entrar em sintonia. 

“Ficamos nos encarando por um longo instante. Eu não podia ceder. E ele não parecia nada disposto a largar o osso. Por fim, algo em seu olhar mudou.
- Muito bem – concordou – Se sua vontade é aprender a cavalgar, terei o maior prazer em lhe ensinar, desde que use roupas e a sela adequadas.
- Mas eu não quero cair! E quero usar calças!
- E eu não quero seu corpo exposto dessa maneira! - ele explodiu.
- Meu corpo não está exposto, droga!
- Posso ver cada contorno dele, Sofia.
- Ah, pelo amor de Deus - joguei os braços para cima. - Implicar com a minha saia vá lá, mas as minhas calças...
- “Minhas” calças – ele frisou.
- Já é demais. Você vai me ensinar a cavalgar ou não?
- Não enquanto não trocar de roupas.

Mas, apesar de todo o seu embaraço, Sofia tem um bom coração e está sempre disposta a ajudar, da maneira que pode. O problema é que às vezes ela extrapola um pouquinho, age por conta própria, sem pensar na repercussão de seus atos. Como no caso do seu condicionador para os cabelos. Sofia desenvolve um condicionador para domar seus cabelos rebeldes que atrai a atenção das damas da sociedade, todas o desejam. Sem querer, se vê envolvida na produção do cosmético. Imagina a surpresa de Ian ao descobrir que Sofia desenvolveu um negócio lucrativo? Certamente essa história vai nos render algumas boas surpresas!

Mais uma vez, Carina Rissi nos apresenta uma leitura hilária, muito gostosa e muito tranquila. Sofia e Ian são um casal apaixonante. Sofia com toda a sua linguagem coloquial do nosso século, e Ian com todo o seu formalismo do século XIX. É interessantíssimo como nos inserimos nos discursos do casal, e ficamos tentando entender o ponto de vista de cada um. Normalmente os dois sempre estão com a razão, mas cada um com a versão do seu século. E creio que realmente não deve ser uma tarefa fácil fazer os dois personagens se entenderem quando enxergam o mundo de maneira tão diferente. Importa que os dois querem a mesma coisa e vão fazer se entenderem.

Enriquece muito o livro a pesquisa histórica que foi feita. Como no primeiro volume, são nos apresentados os hábitos do século XIX, algumas curiosidades que seriam estranhíssimas se pensarmos nos dias de hoje. Mas são colocadas casualmente no contexto, e você acaba se vendo inserido naquele ambiente.

Certamente é uma das minhas autoras nacionais favoritas. Adorei todos os livros que li dela até hoje. Simplesmente excelente, leitura recomendadíssima. 

A resenha de Perdida pode ser conferida aqui.

O terceiro volume da série, Destinado - As Memórias Secretas do Sr. Clarke, será lançado em setembro, e pode ser conferido aqui.

Nota: 5/5 (Excelente)

ISNB: 978-85-7686-318-2
Editora: Verus
Páginas: 476
Ano: 2014

E aí, você já leu? Poste aqui seu comentário!

Até mais! Fabi

25 agosto 2015
Post A Comment
  • Blogger Comment using Blogger
  • Facebook Comment using Facebook
  • Disqus Comment using Disqus

Nenhum comentário :


Resenhas

[Resenhas][threecolumns]

Lançamentos de Livros

[Dicas][twocolumns]